terça-feira, 1 de abril de 2014

Quem sabe a paz de um ponto final, não permite a ilusão das reticências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário